sexta-feira, 6 de julho de 2012

Determinação de Mercúrio em Meio Ambiente: Produtos Petroquímicos e Combustíveis


Peter B. Stockwell
Terca-feira 5 de junho, 2012

American Laboratory

O mercúrio está presente em vários locais do meio ambiente, talvez mais notavelmente em produtos petroquímicos e combustíveis. 
O gás natural e seus líquidos condensados são matérias-primas primárias para uma variedade de processos industriais. 
É conhecido que os produtos petroquímicos contêm níveis significativos de compostos de mercúrio e organomercuriais. Se eles não são reconhecidos e removidos, estes compostos podem ter efeitos desastrosos.

Mercúrio em gás natural

O mercúrio ocorre naturalmente em pequenas quantidades no gás natural e gás natural condensado. Embora seja difícil generalizar, as concentrações típicas de mercúrio estão entre 1 e 200 μg/m-3.) O mercúrio em condensados de gás natural pode estar presente em vários formas (forma elementar, organometálico e sal inorgânicos), dependendo da origem dos condensados.
O conteúdo total de mercúrio e as diferentes espécies presentes no gás natural condensado são extremamente importantes. Em primeiro lugar, na maioria das formas o mercúrio é altamente tóxico, particularmente quando presente como espécies organomercuriais, tornando-se uma preocupação ambiental. Em segundo lugar, os danos causados às instalações industriais, em particular instalações petroquímicas, pela presença de espécies de mercúrio pode ser financeiramente preocupante. Existem pelo menos cinco casos em que ocorreu contaminação por mercúrio a partir do gás natural, resultando em danos significativos, com desligamento resultante.
A implicação do efeito do mercúrio no gás natural não foi relatada até 1973, quando uma falha catastrófica de um trocador de calor de alumínio, ocorreu na Usina de Gás Natural Liquefeito Skikda, na Argélia, África.
Investigações posteriores determinaram corrosão por mercúrio, no entanto, a fonte do mercúrio questionada.


Continue a leitura clicando no link abaixo:

Matéria publicada em American Laboratory.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...